Ignorâncias Originais e Secundárias

Ignorâncias Originais e Secundárias
Por Monge Ryôtan Tokuda



--------------------------------------------------------------------------------

1. Ignorâncias originais

1.1 Apego à existência (ignorância genética/hereditária)
1.2 Raiva (ignorância genética/hereditária)
1.3 Ignorância, falta de inteligência (ignorância genética/hereditária)
1.4 Orgulho (ignorância genética/hereditária)
1.5 Compreensão errada

1.5.1 Inflexibilidade, ter idéia fixa da essência de si mesmo e das coisas (ignorância genética/hereditária)
1.5.2 Ter visões extremas e se agarrar somente a um ponto de vista (ignorância aprendida)
1.5.3 Negar a lei da causa e efeito (ignorância genética/hereditária)
1.5.4 Apegar-se ao próprio ponto de vista e a um ponto de vista e a uma idéia, e crer que isto é absoluto (ignorância aprendida)
1.5.5 Apegar-se ao próprio treinamento, às disciplinas monásticas, crer que elas são corretas e não aceitar outras coisas (ignorância aprendida)

1.5.5.1 Sobre o puro e não-puro
1.5.5.2 Sobre o sofrimento e a felicidade
1.5.5.3 Sobre o ego e o não-ego
1.5.5.4 Sobre a permanência e a não-permanência

1.6 Dúvida em relação à lei do Dharma ou ensinamento do Buddha (ignorância aprendida)

2. Ignorâncias secundárias

2.1 Ignorâncias menores: "menor" não significa que sejam pequenas, mas que são as mais comuns e são muito fortes:

2.1.1 Cólera
2.1.2 Guardar ressentimentos
2.1.3 Tentar esconder os próprios erros
2.1.4 Sofrer para remover a cólera e o ressentimento
2.1.5 Ciúmes
2.1.6 Possessividade e apego
2.1.7 Enganar os outros
2.1.8 Adular os outros
2.1.9 Prejudicar os seres sensíveis
2.1.10 Vaidade

2.2 Ignorâncias intermediárias

2.2.1 Falta de arrependimento dos próprios erros
2.2.2 Desconhecer a opinião dos outros

2.3. Ignorâncias menores

2.3.1 Agitação mental
2.3.2 Melancolia, obscuridade da alma
2.3.3 Desconfiança em relação à lei do universo
2.3.4 Preguiça
2.3.5 Gasto inútil de energia
2.3.6 Esquecimento da doutrina
2.3.7 Falta de concentração
2.3.8 Não compreensão ou compreensão errada dos fenômenos


--------------------------------------------------------------------------------

Como escapar dessas ignorâncias?

1. Seis paramitas

1.1 Dar (doação): elimina o apego
1.2 Disciplina: elimina a indisciplina
1.3 Paciência: elimina a raiva
1.4 Perseverança: elimina a preguiça
1.5 Meditação: elimina a dispersão mental
1.6 Sabedoria: elimina a ignorância

2. Dez preceitos tradicionais

2.1 Não matar
2.2 Não roubar
2.3 Não ter conduta sexual inadequada
2.4 Não mentir
2.5 Não conduzir os outros ao erro
2.6 Não falar dos erros dos outros em vão
2.7 Não criticar os outros
2.8 Não se apegar aos ensinamentos e conhecimentos
2.9 Não guardar ou ficar com raiva
2.10 Não criticar os três tesouros que são Buddha, Dharma e Sangha

3. Quatro grandes votos

3.1 Os seres vivos são inumeráveis, a todos eu vou libertar
3.2 As paixões e ignorâncias são sem fim, a todas eu vou extinguir
3.3 O Dharma é vasto e insondável, todo ele vou aprender
3.4 O caminho do Buddha é absoluto e inatingível, todo ele vou alcançar

4. Óctuplo caminho

4.1 Compreensão correta
4.2 Pensamento correto
4.3 Palavra correta
4.4 Ação correta
4.5 Vida correta
4.6 Esforço correto
4.7 Atenção correta
4.8 Concentração correta]



(Adaptado de Ryotan Tokuda Igarashi, Psicologia Budista.
Rio de Janeiro: Gryphus, 2002. Pág. 6, 46-57, 87, 89, 93.)